Projeções nas torres do Congresso relembram desastre ambiental em Mariana


Luis Macedo/Câmara dos Deputados
Projeção alerta sobre a necessidade de reparação pela tragédia
Projeção alerta sobre a necessidade de reparação às vítimas da tragédia

A frase “Reparação Já - 5 anos de injustiça no rio Doce” foi projetada nas torres do Congresso Nacional na noite de quinta-feira (5), quando completam 5 anos do desastre de Mariana (MG).

A projeção foi sugerida pelo deputado Rogério Correia (PT-MG), que acompanhou as investigações do caso, ainda como deputado estadual em Minas Gerais.

Relembre
O desastre ambiental em Mariana ocorreu no dia 5 de novembro de 2015, por volta de 16h20, quando a barragem de rejeitos de Fundão, de propriedade da Samarco Mineração, rompeu-se e derramou 34 milhões de m³ de lama sobre o vale de um subafluente do rio do Carmo, que deságua no rio Doce.

Nos 16 dias seguintes, a lama percorreu mais de 600 km e chegou à foz do rio Doce, no oceano Atlântico, matando a fauna e a flora da região e comprometendo o abastecimento de água de várias cidades do Espírito Santo e de Minas Gerais.

No total, a lama matou 19 pessoas e desalojou ou desabrigou outras 1.640.

Antônio Cruz/Agência Brasil
Meio Ambiente - geral - acidente tragédia desastre ambiental Mariana-MG Vale rompimento barragem (comunidade de Bento Rodrigues)
Casas em Mariana destruídas pela lama que escorreu da barragem de Fundão

Segurança em barragens
No mês passado, foi sancionada a Lei 14.066/20, que aumenta as exigências para as mineradoras quanto à segurança de barragens.

Sancionada lei que muda regras sobre barragens e prevê multas de até R$ 1 bilhão

Outras propostas sobre o tema foram aprovadas pela Câmara dos Deputados a partir do trabalho da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) de Brumadinho. Entre elas, o projeto que amplia a segurança em barragens (PL 2791/19) e o que prevê punição para o crime de ecocídio (PL 2787/19). Esses dois textos aguardam análise no Senado.

Fonte: Agência Câmara de Notícias

Compartilhar por Whatsapp

Julio Take

Júlio Take, nasceu em Maringá-Paraná em 1967. Teve a primeira experiência profissinal em 1986, no O Jornal de Maringá. após essa primeira experiencia, trabalhou um tempo em Cascavel e Foz do Iguaçu. Após alguns anos militando na imprensa da região oeste do estado do Paraná, foi convidado a integrar a equipe da Agência de Notícias News.

0 comentários :