Prefeito de Cascavel e de São Carlos do Ivaí estão enrolados com o judiciário

 


O Blog do Take sempre tem se posicionado contrário aos interesses de quem vem usando a administração pública para enriquecimento ilícito. Por esse motivo, acreditamos que o prefeito condenado não merece trégua e muito menos um novo mandato.



Durante o pleito desse ano, as candidaturas de Jose Luiz Santos, o Zé Luiz, que é filiado ao Partido da Social Democracia, vem sendo apontado por uma série de vícios em sua gestão, sendo o motivo de matéria no Blog do Take. 

Em Cascavel, na região oeste do estado, Leonaldo Paranhos (PSC) também é outro que foi condenado em primeira instância, mas que acredita que pode estar na disputa eleitoral, como se nada tivesse acontecido. O problema dessas duas candidaturas, é que quando os alcaides forem condenados, perderam o mandato e as consequências da escolha mal feita vai acabar estourando no lombo da população mais carente, são eles que precisam da classe política.

Paranhos foi condenado em despacho feito em 13 de julho de 2010, pelo relator José Jorge do Tribunal de Contas do Paraná (TCE -PR).  O assunto não é novo e só estava escondido, esperando que alguém fosse buscar a condenação que estava adormecida. 

Com a intenção de trazer luz onde havia trevas, aparece a condenação do prefeito de Cascavel e condenado num processo em segunda instância, a cidade fica sem prefeito. Um candidato que disputa uma eleição com liminar, num futuro, vai ser cassado, deixando a terceira cidade maior do estado, sem prefeito.

Quando esse órgão de imprensa começou a questionar as denúncias que envolviam os dois, o prefeito de São Carlos do Ivaí se revoltou e procurou a delegacia de Paraiso de Norte e acusou o editor da página de tentar extorqui-lo. 

A delegacia de polícia local, recebeu a reclamação do prefeito mentiroso e que foi condenado em três processos em primeira instância e se está na disputa, graças uma liminar impetrada na instância superior; pelo contrário, estaria fora da disputa. 

Leonaldo Paranhos (Cascavel) e Jose Luiz Santos (São Carlos do Ivaí) , deveriam admitir os atos criminosos e reconhecer que prejudicou a população e feriu o princípio constitucional e prejudicou o crescimento do município e sair fora da disputa, seria mais honroso. 

Na época em que Sérgio Moro perseguia Lula, o prefeito de São Carlos do Ivaí aplaudia e dizia que lugar de corrupto é nada cadeia. Será que ele mudou de opinião?

Compartilhar por Whatsapp

Julio Take

Júlio Take, nasceu em Maringá-Paraná em 1967. Teve a primeira experiência profissinal em 1986, no O Jornal de Maringá. após essa primeira experiencia, trabalhou um tempo em Cascavel e Foz do Iguaçu. Após alguns anos militando na imprensa da região oeste do estado do Paraná, foi convidado a integrar a equipe da Agência de Notícias News.

0 comentários :