Cabo de guerra na educação do Paraná ' Prova Seletiva ao concurso público'

 

Os professores PSSs do Paraná,  a partir do próximo ano terão que fazer uma prova,  que a Secretaria de Educação do Estado do Paraná vai pagar R$ 3.499.800 para o Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos  (CEBRASPE) aplicar a prova. A categoria não quer fazer a prova, a necessidade do estado é a efetivação para o concurso púbico. Vale lembrar que o ultimo concurso foi a mais de 5 anos. 


Os professores do Paraná estão em polvorosa, exigindo que a APP-PR faça uma assembleia e deflagre uma greve, com urgência, em todo o Paraná. 


A maioria não aceita a prova que o órgão público quer aplicar para a contratação de professores no próximo ano. "Prova só se for para concurso", é o que prega o sindicato da categoria. "Não temos medo, somos qualificados e podemos fazer a prova" - é o que diz um professor numa rede social. 


A estimativa da Secretária da Educação é ter mais de 90 mil inscritos neste teste seletivo para ingressar no Processo Seletivo Simplificado do estado do Paraná e por essa estimativa, o secretário de educação, Renato Feder, se recusa  aceitar o cancelamento. É esperar para ver quem vence nesse cabo de força. 


Por um lado, os professores exigem o fim do teste seletivo e pedem concurso. Por outro, Feder acha que vai ser capaz de fazer essa prova passando por cima de quem se opõe a sua ideia. 


Segundo informações, cada inscrição vai custar de R$ 60. Se o professor for habilitado para lecionar em duas disciplina, vai ter que desembolsar  R$ 120,00. 


O candidato que é habilitado para lecionar 2 disciplinas da mesma área de atuação (por exemplo: licenciado em Letras pode lecionar Português e Inglês), irá fazer 2 (duas) inscrições e o valor dessa taxa é de R$105. O lucro será grande.

Compartilhar por Whatsapp

Julio Take

Júlio Take, nasceu em Maringá-Paraná em 1967. Teve a primeira experiência profissinal em 1986, no O Jornal de Maringá. após essa primeira experiencia, trabalhou um tempo em Cascavel e Foz do Iguaçu. Após alguns anos militando na imprensa da região oeste do estado do Paraná, foi convidado a integrar a equipe da Agência de Notícias News.

0 comentários :