APP-PR diz “não” a prova do PSS no estado

  Hedeson Alves

  Parece que a APP-PR acordou e resolveu peitar as atitudes do secretário de educação, Renato Feder, no que diz respeito às provas do PSS. Até o momento, as atitudes do secretário de educação, está clara e só não enxerga quem não quer, que sua intenção é sucatear o setor, para entregar para a iniciativa privada.  

  

A maneira em que o processo está sendo conduzindo vem tirando o sono dos envolvidos e que serão prejudicados com a aplicação de uma prova para a contratação de PSS em todo o Paraná.  

  

Na quarta-feira (28) vai acontecer na capital, as 9h30m um movimento em defesa dos direitos dos servidores PSS.  

  

O ato acontecerá no centro cívico, o mesmo local onde os professores sempre escolheram para fazer as manifestações e quando o temperamento se exalta, entre o governo e os funcionários públicos, são espancados pela truculência de policiais que fazem a segurança de quem ocupa o cargo mais alto do estado e que deveria ter a sensibilidade do diálogo, parte para a violência, massacrando quem educa e prepara as crianças e jovens para o futuro.   

  

No final da manifestação os professores seguirão, em caminhada, até o Ministério Público Estadual, onde a direção da APP-PR vai denunciar o teor do contrato assinado entre a SEED-PR e a CEBRASPE, chamando a atenção para o valor de R$ 3. 499.800, 00 para realização de prova para o PSS. 

Compartilhar por Whatsapp

Julio Take

Júlio Take, nasceu em Maringá-Paraná em 1967. Teve a primeira experiência profissinal em 1986, no O Jornal de Maringá. após essa primeira experiencia, trabalhou um tempo em Cascavel e Foz do Iguaçu. Após alguns anos militando na imprensa da região oeste do estado do Paraná, foi convidado a integrar a equipe da Agência de Notícias News.

0 comentários :