Mulher é aprovada em concurso da Policia Federal em cota destinado a negros


Glaucinete da Silva, mulher branca, que segundo informação passou em concurso da Polícia Federal na cota destinada a candidatos negros.

Após o fato ser descoberto, a mulher pediu exoneração da Polícia Federal após ser denunciada por um perfil no Twitter por fraudes durante sua entrevista no concurso.

Glaucielle Dias teria se trajado de negra para passar pela banca examinadora. 



No vídeo publicado numa rede social, ela admitiu que passou por todas as etapas que o concurso impõe, inclusive pela banca examinadora do sistema de cotas.

Uma portaria de Nº 12.863publicada no dia 24 de maio de 2020, trouxe a promoção de Glaucielle da silva Dias para exercer a função de Chefe do Núcleo de Operações de Delegacia de Polícia Federal no município de Guajará-Mirim, em Rondônia.



A mulher usou a conta do instagram, com a finalidade de motivar pessoas a estudarem, com a finalidade de prestarem concurso público. Para o marido, a mulher não teve forças para se retratar sobre o caso.

Pedido de exoneração

Nas redes sociais, as pessoas ficaram chocadas com a mudança da mulher na entrevista e na vida diária. “Tão bizarro que eu demorei para entender o que estava rolando”, diz um internauta.



Compartilhar por Whatsapp

Julio Take

Júlio Take, nasceu em Maringá-Paraná em 1967. Teve a primeira experiência profissinal em 1986, no O Jornal de Maringá. após essa primeira experiencia, trabalhou um tempo em Cascavel e Foz do Iguaçu. Após alguns anos militando na imprensa da região oeste do estado do Paraná, foi convidado a integrar a equipe da Agência de Notícias News.

0 comentários :