Recurso de loteria poderá ser usado para câmera de vigilância

 Vinicius Loures/Câmara dos Deputados

Audiência Pública - Tema: "Fechamento da Petrobras na Bahia e o desmonte da Petrobras no Nordeste". Dep. Benes Leocádio (REPUBLICANOS - RN)
Benes Leocádio quer dar uma maior cobertura nas áreas de risco das cidades brasileiras

O Projeto de Lei 3578/20 prevê o uso de recursos da loteria para compra de câmeras de vídeo para os 40 municípios com maiores índices de criminalidade do País.

A proposta, do deputado Benes Leocádio (Republicanos-RN), tramita na Câmara dos Deputados.

Os recursos de três sorteios de loteria destinados à Caixa Econômica Federal deverão ser usados para comprar câmeras de vigilância. Só da Mega-Sena, loteria que distribui os maiores prêmios, há dois sorteios semanais, ou 104 por ano.

Após o primeiro ano, os recursos serão destinados aos municípios das posições 41 a 80 em criminalidade. Segundo Leocádio, a proposta pode dar uma maior cobertura nas áreas de risco das cidades brasileiras. “O custo da câmera é infinitamente menor do que recorrermos a compra de viaturas e aumento do quadro de policiais para vigilância dessas áreas”, disse.

Fonte: Agência Câmara de Notícias

Compartilhar por Whatsapp

Julio Take

Júlio Take, nasceu em Maringá-Paraná em 1967. Teve a primeira experiência profissinal em 1986, no O Jornal de Maringá. após essa primeira experiencia, trabalhou um tempo em Cascavel e Foz do Iguaçu. Após alguns anos militando na imprensa da região oeste do estado do Paraná, foi convidado a integrar a equipe da Agência de Notícias News.

0 comentários :