Projeto obriga bancos a disponibilizar caixas sem biometria

 Michel Jesus/ Câmara dos Deputados

Sessão extraordinária para discussão de diversos projetos. Dep. Paulo Ramos (PDT - RJ)
Paulo Ramos: "A perda de digitais é recorrente em razão da idade"

O Projeto de Lei 4132/20 obriga as agências bancárias de todo o País a disponibilizar caixas eletrônicos exclusivos com sistema de identificação de clientes que não seja a biometria, para uso dos correntistas que apresentem dificuldades ou não possam ser identificados pelas impressões digitais.

A proposta foi apresentada pelo deputado Paulo Ramos (PDT-RJ) e tramita na Câmara dos Deputados.

Conforme o texto, tais caixas deverão dispor de sistema de inserção de cartão de débito e requerer senha numérica ou alfanumérica para uso desses correntistas.

Paulo Ramos argumenta que muitos cidadãos, principalmente os mais idosos, têm dificuldades em serem reconhecidos pelas máquinas de autoatendimento nos bancos. “A perda de digitais é recorrente em razão da idade, com o enrugamento natural das pontas dos dedos, ou da necessidade imposta pela pandemia [de Covid-19] de lavar as mãos constantemente e usar álcool em gel, medidas que aos poucos destroem as papilas dos dedos”, afirma.

Ele também cita uma condição genética conhecida como adermatoglifia, em que as pessoas nascem sem impressões digitais, e tratamentos que as prejudicam, como a quimioterapia.

Ainda segundo o projeto, o não cumprimento da medida será punido com multa, com base no Código de Defesa do Consumidor.

Fonte: Agência Câmara de Notícias

Compartilhar por Whatsapp

Julio Take

Júlio Take, nasceu em Maringá-Paraná em 1967. Teve a primeira experiência profissinal em 1986, no O Jornal de Maringá. após essa primeira experiencia, trabalhou um tempo em Cascavel e Foz do Iguaçu. Após alguns anos militando na imprensa da região oeste do estado do Paraná, foi convidado a integrar a equipe da Agência de Notícias News.

0 comentários :