Boletim epidemiológico reforça acompanhamento técnico da pandemia


O 13° boletim epidemiológico sobre coronavírus aponta que Maringá realizou 9,6 mil coletas de exames de covid-19 e registrou 1.520 casos positivos até 30 de junho. Nas últimas 5 semanas foram coletados 6.972 correspondendo a 86% dos testes. As unidades sentinelas foram responsáveis por 3.380 testes somente em maio e julho. A média de isolamento de junho é 35,56%.

Entre 17 maio a 30 de junho foram 1,2 mil pessoas positivadas, correspondendo a 83,5% dos casos. O secretário de Saúde, Jair Biatto, explica que a evolução dos casos é acompanhado pela equipe técnica com apoio das universidades e medidas restritivas são aplicadas a partir de indicadores, como o decreto 943/2020 publicado nesta segunda, 6.

A distribuição espacial de casos segue no centro e zona norte de Maringá, mas aponta aumento na concentração no distrito de Iguatemi. A incidência de casos positivos por área a cada 10 mil habitantes é maior na região da Zona 6 (171,2), Vila operária (110,18), Alvorada III (71,78) e Maringá Velho (63,64).

O perfil de pessoas infectadas é predominante em adultos entre 20 a 59 anos, correspondendo a 79,4%, idosos acima de 60 anos são 12,1%, crianças de 0 a 9 anos 4% e adolescentes 4%. Mulheres representam 53,8% dos casos positivos e homens 46,1%. Entre os profissionais mais atingidos estão trabalhadores da saúde (225), administrativos (185), desempregados (118), vendedores ou balconistas (99) e aposentados (78).
Compartilhar por Whatsapp

Julio Take

Júlio Take, nasceu em Maringá-Paraná em 1967. Teve a primeira experiência profissinal em 1986, no O Jornal de Maringá. após essa primeira experiencia, trabalhou um tempo em Cascavel e Foz do Iguaçu. Após alguns anos militando na imprensa da região oeste do estado do Paraná, foi convidado a integrar a equipe da Agência de Notícias News.

0 comentários :