Com 80 novos leitos, HMM promoverá hospedagem para isolados


O Hospital Municipal de Maringá (HMM), unidade de referência para internamento de pacientes com covid-19, terá 80 novos leitos para pessoas com teste positivo de coronavírus cumprirem isolamento. A adequação será promovida com a adequação da ala da emergência psiquiátrica, espaço que será transformado em uma unidade de hospedagem. Serviço será colocado em prática na próxima semana. 

O espaço direcionado aos positivados não é de internamento, apenas de estadia. Serão hospedadas pessoas sem sintomas sintomas graves e que cumpram critérios estabelecidos pela Secretaria de Saúde. Trata-se de mais uma ação para mitigar a transmissão do vírus na cidade, uma vez esses positivados não contagiarão outras pessoas se estiverem acompanhados na unidade. 

Desde o início da pandemia, os leitos de UTI do HMM foram ampliados de 10 para 25 e 52 leitos de enfermaria foram reestruturados. Outra mudança estratégica na estrutura foi transformar a UPA Zona Sul em uma extensão do HMM. A nova adequação vai disponibilizar outros 80 leitos de estadia para isolar positivados. 

Emergência psiquiátrica 
A partir da adequação, o serviço de emergência psiquiátrico será transferido para o Centro de Atenção Psicossocial (R. Pioneiro João José Queiroz, S/N - Jardim Ipanema). Data para mudança do atendimento será divulgada em breve. 

O CAPS III está em fase de estruturação. No espaço terão 29 leitos. As atividades desenvolvidas rotineiramente não serão afetadas e os 2,5 mil atendimentos semanais seguirão normalmente.
Compartilhar por Whatsapp

Julio Take

Júlio Take, nasceu em Maringá-Paraná em 1967. Teve a primeira experiência profissinal em 1986, no O Jornal de Maringá. após essa primeira experiencia, trabalhou um tempo em Cascavel e Foz do Iguaçu. Após alguns anos militando na imprensa da região oeste do estado do Paraná, foi convidado a integrar a equipe da Agência de Notícias News.

0 comentários :