Câmara promove hoje seminário com economistas sobre período pós-isolamento

Najara Araújo/Câmara dos Deputados
Debate sobre os parâmetros e procedimentos para o retorno das atividades econômica e social depois do período de isolamento social imposto pela pandemia de Covid-19. Economista, doutor pela Universidade de Princeton (EUA), Armínio Fraga
Seminário virtual com especialistas terá como moderador o economista Armínio Fraga

A Câmara dos Deputados realiza hoje seminário destinado a debater parâmetros e procedimentos para o retorno da atividade econômica pós período de isolamento social devido à pandemia de Covid-19. O seminário é promovido pela Comissão Externa de Ações contra o Coronavírus e pela Presidência da Casa. Este é o segundo seminário dessa natureza realizado pela Câmara neste mês.

Foram convidados especialistas de renome internacional para discutir a questão. O debate terá como moderador o economista Armínio Fraga, e contará com exposições dos também economistas Ana Paula Vescovi, Edmar Bacha e Ilan Goldfajn.

No seminário, cada expositor terá 15 minutos para suas apresentações. O moderador terá a palavra por até 25 minutos, divididos entre a apresentação do debate e dos participantes ao início e, após os expositores, para uma primeira consolidação das apresentações, organizando as questões postas e oferecendo uma perspectiva de como elas podem ser assimiladas no debate sobre a retomada das atividades socioeconômicas.

Posteriormente, haverá até 50 minutos para interação dos parlamentares e cidadãos com os convidados por meio de perguntas escritas dirigidas à Mesa.

Horário e interatividade
O seminário será realizado das 11 às 13 horas, pelo sistema de teleconferência do Plenário. O público poderá enviar perguntas até 20 minutos antes do horário previsto para o encerramento do evento para o e-mail sgm@camara.leg.br.

Convidados
- Armínio Fraga: economista, é fundador da Gávea Investimentos e do Instituto de Estudos para Políticas de Saúde. Foi presidente do Banco Central e do Conselho da B3, e professor adjunto da PUC-Rio, EPGE-FGV, The Wharton School e SIPA-Columbia. Formou-se na PUC-Rio e obteve seu PhD em Princeton. Desde o ano passado assina coluna mensal na Folha de São Paulo.

- Ana Paula Vitali Janes Vescovi: Atualmente é a economista-chefe do Banco Santander e membro do Conselho de Administração e do Comitê de Auditoria e Riscos da Ultrapar. Anteriormente atuou na administração pública direta e em conselhos de administração de empresas estatais e privatizadas. Exerceu os cargos de secretária-executiva do Ministério da Fazenda e secretária do
Tesouro Nacional, presidente dos Conselhos de Administração da Caixa e do Instituto de Resseguros do Brasil (IRB), membro do Conselho de Administração da Eletrobrás. Foi secretária da Fazenda do Estado do Espírito Santo. Foi servidora pública federal por 25 anos, com carreira dedicada a política
econômica, gestão fiscal e financeira e políticas públicas. Possui experiência executiva e de assessoramento nos poderes Executivo e Legislativo.

- Ilan Goldfajn: Presidente do Conselho do Credit Suisse no Brasil e diretor do Centro de Debate de Políticas Públicas (CDPP). É formado em economia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, tem mestrado em economia pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro e doutorado em
economia pelo Massachusetts Institute of Technology. Em junho de 2016 foi empossado como Presidente do Banco Central do Brasil ficando até março de 2019. Em 2018 foi eleito "Central Banker of the Year" pela revista The Banker. Ilan Goldfajn já havia assumido a diretoria de Política Econômica do BC em 2000, quando a autoridade monetária era comandada por Armínio Fraga. Ficou até meados de 2003, já com o BC presidido por Henrique Meirelles. Ao longo de sua carreira, publicou diversos artigos, livros e atuou na academia, em organismos internacionais e no setor financeiro. Entre os cargos ocupados, estão o de economista-chefe e sócio do Itaú Unibanco, sócio-fundador da Ciano Investimentos, sócio da Gávea Investimentos, professor da Pontifícia
Universidade Católica (PUC) e da Brandeis University (EUA), economista do Fundo Monetário Internacional, consultor do Banco Mundial. É diretor do Centro de Debate de Políticas Públicas (CDPP). Desde setembro de 2019 ocupa o cargo de Presidente do Conselho do Credit Suisse no Brasil.

- Edmar Bacha: Diretor do Instituto de Estudos de Política Econômica/Casa das Garças, no Rio de Janeiro. Membro da Academia Brasileira de Ciências e da Academia Brasileira de Letras. Participou da equipe econômica do Plano Real e foi Presidente do BNDES e do IBGE.

Fonte: Agência Câmara de Notícias

Compartilhar por Whatsapp

Julio Take

Júlio Take, nasceu em Maringá-Paraná em 1967. Teve a primeira experiência profissinal em 1986, no O Jornal de Maringá. após essa primeira experiencia, trabalhou um tempo em Cascavel e Foz do Iguaçu. Após alguns anos militando na imprensa da região oeste do estado do Paraná, foi convidado a integrar a equipe da Agência de Notícias News.

0 comentários :