Boletim detalha situação de contágio da doença e perfil de infectados


Boletim semanal da Prefeitura de Maringá apresenta informações detalhadas sobre a evolução do coronavírus na cidade. O estudo aponta a taxa de transmissão do efetiva de covid-19 em Maringá: cada paciente contamina em média 2 pessoas. A pesquisa leva em consideração as notificações de pacientes até 8 de maio, quando foi confirmado 110 casos da doença.

A avaliação epidemiológica segue com predominância de casos confirmados do sexo masculino: 57% homens e 43% mulheres. Áreas centrais mantém a maior concentração de infectados, com aumento nas áreas norte e sul da cidade. O perfil de casos confirmados aponta indivíduos entre 50 a 59 anos, correspondendo a 24%, seguido dos indivíduos de 30 a 39 com 22%, com 21% entre a faixa etária de 40 a 49 anos e nos acima de 60 anos correspondendo a 20% do total dos casos. 

Verifica-se que 28% dos casos positivos da COVID-19, apresentaram comorbidades, predominando as cardiovasculares e doenças metabólicas como as diabetes. O levantamento epidemiológico também aponta as profissões dos pacientes com COVID-19 em Maringá: funções administrativas (15%), seguido de empresários e comerciantes (14%) e os profissionais de saúde (12%). 

Taxa de transmissão efetiva
Para medir a transmissão, os epidemiologistas usam uma medida chamada de taxa de transmissão basal (R0), que mede transmissão por pessoas. Se o R0 for 2, uma pessoa infecta, em média, outras duas. Se o R0 for 5, uma pessoa infecta outras 5. Com medidas como o distanciamento social, uso de máscaras, higiene das mãos e outras medidas a taxa pode cair. Para a redução efetiva do número de caso é necessário que a taxa permaneça consistentemente abaixo do valor de 1.

Organização
Diretoria de Vigilância em Saúde; 
Gerência de Vigilância Epidemiológica; 
Centro de Informações Estratégicas de Vigilância em Saúde; 
Gerência de Planejamento; 
Gerência de Tecnologia e Informação;

Elaboração Técnica 
Secretário Municipal de Saúde - Jair Francisco Pestana Biatto; 
Professora Doutora do Departamento de Medicina da UNICESUMAR - Udelysses Janete Veltrini Fonzar; 
Professor Doutor do Departamento de Geografa da UEM - Oséias da Silia Martnuci;
Acadêmico do Curso de Graduação de Geografa da UEM - Ícaro da Costa Francisco;
Acadêmico do Curso de Graduação de Geografa da UEM - Ingrid Januário Augusto; 

Compartilhar por Whatsapp

Julio Take

Júlio Take, nasceu em Maringá-Paraná em 1967. Teve a primeira experiência profissinal em 1986, no O Jornal de Maringá. após essa primeira experiencia, trabalhou um tempo em Cascavel e Foz do Iguaçu. Após alguns anos militando na imprensa da região oeste do estado do Paraná, foi convidado a integrar a equipe da Agência de Notícias News.

0 comentários :