Hackers aplicam golpes virtuais sobre o auxílio de R$ 600

A Apura Cybersecurity Intelligence, empresa especializada em segurança na web, localizou pelo menos dois aplicativos para celular que buscam se passar pelo programa oficial da Caixa Econômica Federal.
Eles fraudam o aplicativo para solicitação do benefício de R$ 600 a R$ 1.200 para ajudar trabalhadores autônomos, informais e microempreendedores individuais (MEIs) durante a crise do coronavírus.
No aplicativo suspeito já foram feitos mais de 500 mil downloads até 16h15 de terça-feira (7).
“Já há desenvolvedores querendo se aproveitar, colocando descrições enganosas. O próximo passo são os aplicativos que roubam dados”, afirma Sandro Süffert, CEO da Apura Cybersecurity Intelligence.
Além disso, o site falso auxilioemergencial.com.br não apresenta nenhum conteúdo. “O titular [dono do endereço] só tem esse domínio. É golpe certo”, avalia Süffert.
Em nota, o Google Play disse que tem políticas rigorosas para ajudar a garantir uma plataforma segura e protegida para desenvolvedores e usuários.
“Estamos revisando os aplicativos denunciados e, caso uma violação seja comprovada, removeremos os mesmos de nossa loja”, explicaram.
COMO EVITAR O GOLPEAs únicas maneiras de acessar o sistema de cadastro disponibilizado pelo governo são:
Fazendo inscrição pelo site: https://auxilio.caixa.gov.br/
Baixando o aplicativo para celulares com sistema Android: https://play.google.com/store/apps/details?id=br.gov.caixa.auxilio
Baixando o aplicativo para iOS (celulares da Apple): https://apps.apple.com/br/app/caixa-aux%C3%ADlio-emergencial/id1506494331
“Não siga links recebidos por Whatsapp/email/SMS”, alerta Süffert.
Compartilhar por Whatsapp

Julio Take

Júlio Take, nasceu em Maringá-Paraná em 1967. Teve a primeira experiência profissinal em 1986, no O Jornal de Maringá. após essa primeira experiencia, trabalhou um tempo em Cascavel e Foz do Iguaçu. Após alguns anos militando na imprensa da região oeste do estado do Paraná, foi convidado a integrar a equipe da Agência de Notícias News.

0 comentários :