Bolsonarista que agrediu mulher teria alegado transtornos psiquiátricos para se afastar do cargo


Paulo Miguel Rempel, que foi apontado como o homem que agrediu a fotografa que passava próxima ao ato de bolsonaristas realizado neste domingo (19) na capital gaucha, teria alegado “transtornos psiquiátricos” para se licenciar e ser afastado por 10 anos de seu cargo, como servidor público, do Hospital das Clínicas de Porto Alegre e ficou 10 anos recebendo sem trabalhar.
Segundo perfil @SaySander, do Twitter, Rempel ingressou via concurso no hospital de clínicas da capital gaucha em 2007. “ No ano seguinte entrou ingressou com um processo alegando incapacidade laborativa, número: 70081935389”.
Em 2018 perdeu o benefício, está recorrendo. O enfermeiro também seria membro da torcida SRG, do Grêmio, “conhecida por “muitas tretas” no passo”, segundo o perfil.
Compartilhar por Whatsapp

Julio Take

Júlio Take, nasceu em Maringá-Paraná em 1967. Teve a primeira experiência profissinal em 1986, no O Jornal de Maringá. após essa primeira experiencia, trabalhou um tempo em Cascavel e Foz do Iguaçu. Após alguns anos militando na imprensa da região oeste do estado do Paraná, foi convidado a integrar a equipe da Agência de Notícias News.

0 comentários :