Garçom que serviu Bolsonaro nos EUA diz que pode ter coronavírus


O garçom Franklin Oliveira, um dos responsáveis por atender Jair Bolsonaro e um grupo de pastores evangélicos em uma churrascaria brasileira em Miami, nos EUA, está internado com suspeita de ter sido infectado pelo coronavírus
Mais uma pessoa que teve contato com Jair Bolsonaro em sua viagem aos Estados Unidos está com suspeita de contágio do coronavírus. O garçom brasileiro Franklin Oliveira, que atendeu Bolsonaro em um almoço com pastores evangélicos em uma churrascaria de Miami, está com suspeita de ter contraído o coronavírus. De acordo com reportagem de Guilherme Waltenberg, do Metrópoles, o garçom foi ao hospital Jackson Memorial nesta quinta-feira (12) depois de ter sentido sintomas da doença por dois dias. “O consulado orientou o restaurante quem sentir qualquer coisa procurar hospital pra fazer exames. E eu estou com dor de garganta tem 2 dias. Achei melhor vir por precaução”, relatou o garçom. Bolsonaro, que cumpriu agenda de quatro dias em Miami, fez teste para saber se foi infectado. O resultado deve sair amanhã.
Compartilhar por Whatsapp

Julio Take

Júlio Take, nasceu em Maringá-Paraná em 1967. Teve a primeira experiência profissinal em 1986, no O Jornal de Maringá. após essa primeira experiencia, trabalhou um tempo em Cascavel e Foz do Iguaçu. Após alguns anos militando na imprensa da região oeste do estado do Paraná, foi convidado a integrar a equipe da Agência de Notícias News.

0 comentários :