Na atual gestão, nunca se uso radar móvel



A Prefeitura de Maringá, por meio da Secretaria de Mobilidade Urbana, esclarece que o vídeo que circula nas redes sociais sugerindo o uso de radar para flagrar excesso de velocidade de forma velada, ou seja, escondida, não é o que parece. 

Trata-se, na verdade, do cumprimento de uma determinação do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), que exige, para instalação de radar ou quebra mola, a comprovação de excesso de velocidade no trecho. 

Caso fosse usado uma viatura caracterizada, o motorista reduziria a velocidade ao perceber o uso do dispositivo, o que tornaria pouco efetivo (ou nulo) o estudo. 

Isso vale, por exemplo, para a avenida Colombo, onde o município prevê a instalação de radares assim que finalizar os procedimentos que permitam a fiscalização da via. Convênio nesse sentido será assinado em breve com o governo federal. 

Nesta gestão não se emitiu nenhuma multa gerada por radar móvel, até porque o equipamento nunca foi usado. Todos os locais com radar para controle de velocidade estão devidamente sinalizados. 

Prefeitura de Maringá
Diretoria de Comunicação
Compartilhar por Whatsapp

Julio Take

Júlio Take, nasceu em Maringá-Paraná em 1967. Teve a primeira experiência profissinal em 1986, no O Jornal de Maringá. após essa primeira experiencia, trabalhou um tempo em Cascavel e Foz do Iguaçu. Após alguns anos militando na imprensa da região oeste do estado do Paraná, foi convidado a integrar a equipe da Agência de Notícias News.

0 comentários :