Justiça determina que governo do estado reabra escola em Guaraqueçaba

O Governo do Estado do Paraná deve retomar as atividades de escola estadual localizada em comunidade tradicional do município de Sibuí, em Guaraqueçaba. 
A determinação é da Vara da Infância e da Juventude de Antonina, sede da comarca, que expediu, na terça (3), sentença favorável à ação civil pública ajuizada pelo Ministério Público do Paraná, em conjunto com a Defensoria Pública do Paraná.
A ação foi proposta em 2018 após o fechamento da Escola Estadual do Campo Jorge Dias, localizada na comunidade de Sibuí, no município de Guaraqueçaba. 
A escola já atendeu também as comunidades de Canudal, Vila Fátima, Rita e Abacateiro. O encerramento das atividades ocorreu após o Núcleo Regional de Educação de Paranaguá, responsável pelo estabelecimento, não indicar professor para dirigi-lo.
A partir de procedimento instaurado pela 2ª Promotoria de Justiça de Antonina, foi constatado que as famílias de seis estudantes que frequentavam a escola não foram devidamente ouvidas por representantes da Secretaria Estadual de Educação, tendo que transferi-los para outra unidade de ensino, bem mais distante, na comunidade de Tibicanga.
A situação vem gerando inúmeras dificuldades para os moradores, especialmente quanto ao deslocamento e à frequência dos estudantes. 
O argumento do órgão estadual para o fechamento da unidade de ensino foi o de que o número de alunos seria insuficiente para manter aberta a escola de Sibuí. 
Na ação, o MPPR destacou que “não houve respeito às peculiaridades da comunidade, bem como ao direito de educação dos alunos, configurando-se o ato da Seed um grave retrocesso social”.
Com a decisão, o Governo Estadual deverá adotar as providências necessárias para a regularização da equipe gestora, com a indicação de pedagogo e secretário administrativo. Além disso, deverá adequar o calendário escolar em diálogo com a comunidade de pescadores do Sibuí.


A sentença fixou como pena em caso de descumprimento a aplicação de multa diária no valor de R$ 5 mil – até o limite de R$ 50 mil – que será revertida em favor da Escola Estadual do Campo Jorge Dias.
Compartilhar por Whatsapp

Julio Take

Júlio Take, nasceu em Maringá-Paraná em 1967. Teve a primeira experiência profissinal em 1986, no O Jornal de Maringá. após essa primeira experiencia, trabalhou um tempo em Cascavel e Foz do Iguaçu. Após alguns anos militando na imprensa da região oeste do estado do Paraná, foi convidado a integrar a equipe da Agência de Notícias News.

0 comentários :