Convênio com governo garante recape de 26,8 km em Maringá

                                                                                             Aldemir de Moraes/PMM

Convênio entre prefeitura de Maringá e governo do Paraná garante recape de 26,8 quilômetros em vias maringaenses. Trabalho será numa área de 250,6 mil m². Previsão do custo das obras é de R$ 11 milhões, sendo que convênio aponta R$ 10 milhões da Secretaria do Desenvolvimento Urbano e de Obras Públicas do Paraná (Sedu) e restante contrapartida da prefeitura. Verba foi anunciada pelo governador Ratinho Junior na semana passada em Maringá e edital é elaborado pelo ParanáCidade para ser publicado em breve. Ainda não há data para começo das obras.

Secretário municipal de Obras Públicas (Semop), Albari Medeiros, informa que serão contempladas 20 avenidas, uma rua e duas praças. Do centro e dos bairros.
Menor trecho será 299 metros num acesso marginal da avenida Colombo, entre rua Estados Unidos e avenida Henrique Bulla. Maior trecho será de 2,2 quilômetros na avenida Pioneiro Antônio Franco de Morais.

Também foram anunciados pelo secretário de Infraestrutura e Logística do Paraná (SEIL), Sandro Alex, outros R$ 10 milhões. Essa verba será aplicada em recape em outros pontos da cidade.

CREDIBILIDADE
 O ParanáCidade faz parte da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Urbano (SEDU) para criar ações de desenvolvimento regional.

Repasses do governo estadual aconteceram pela prefeitura maringaense estar com contas e certidões em dia. Além da apresentação de projetos das secretarias municipais atendendo especificações técnicas de instituições financeiras e do governo do Paraná.
Compartilhar por Whatsapp

Julio Take

Júlio Take, nasceu em Maringá-Paraná em 1967. Teve a primeira experiência profissinal em 1986, no O Jornal de Maringá. após essa primeira experiencia, trabalhou um tempo em Cascavel e Foz do Iguaçu. Após alguns anos militando na imprensa da região oeste do estado do Paraná, foi convidado a integrar a equipe da Agência de Notícias News.

0 comentários :