Projeto autoriza Forças Armadas a manter sob custódia estrangeiro preso na fronteira

Vinicius Loures/Câmara dos Deputados
Orleans e Bragança afirma que a medida vai garantir a segurança dos envolvidos
O Projeto de Lei Complementar 258/19 autoriza as Forças Armadas a manter em suas unidades o estrangeiro preso em flagrante na faixa de fronteira por envolvimento em crime contra a segurança nacional, terrorismo, tráfico de drogas, descaminho ou contrabando, até que seja transferido por decisão judicial. O texto está em análise na Câmara dos Deputados.
Autor da proposta, o deputado Luiz Philippe de Orleans e Bragança (PSL-SP) argumenta que atualmente não há amparo legal para a custódia de presos nos pelotões de fronteira, os quais, muitas vezes, estão situados a centenas de quilômetros de uma unidade prisional ou delegacia de polícia.
O deputado, além disso, cita casos em que presos perigosos são mantidos em delegacias ou carceragens pouco protegidas. “Isso põe em risco os servidores, funcionários e terceiros na hipótese de tentativa de resgate, por exemplo, empreitada de muito maior risco se tentada contra uma unidade militar das Forças Armadas”, disse.
Tramitação
O projeto será analisado pelas comissões de Relações Exteriores e de Defesa Nacional; e de Constituição e Justiça e de Cidadania. Em seguida, terá de ser votado pelo Plenário da Câmara.
Compartilhar por Whatsapp

Julio Take

Júlio Take, nasceu em Maringá-Paraná em 1967. Teve a primeira experiência profissinal em 1986, no O Jornal de Maringá. após essa primeira experiencia, trabalhou um tempo em Cascavel e Foz do Iguaçu. Após alguns anos militando na imprensa da região oeste do estado do Paraná, foi convidado a integrar a equipe da Agência de Notícias News.

0 comentários :