No face da Criai, você encontra orientações sobre direitos dos idosos e dicas de como evitar golpes


Momentos de desespero: um idoso cai no golpe do falso sequestro. Bandidos ligam dizendo que estão com algum parente do idoso e exigem dinheiro como pagamento de resgate. Cenas assim, infelizmente, são comuns!

Os idosos são os mais vulneráveis para caírem em crimes desse tipo. Além do falso sequestro, outros golpes são comuns: ajuda para resgatar um bilhete premiado, suporte no caixa eletrônico, empréstimo consignado, são alguns dos exemplos.

“Pessoas idosas acabam se tornando um alvo vulnerável, porque muitas delas têm mais carência de conversar com as pessoas. Depois de um tempo elas passam a ter dependência de outras pessoas em relação a tecnologia”, disse o deputado Cobra Repórter, presidente da Comissão de Defesa dos Direitos da Criança, do Adolescente, do Idoso e da Pessoa com Deficiência (Criai) da Assembleia Legislativa do Paraná (Alep).

Pensando nisso, a partir desta semana, no facebook da Criai, as pessoas podem conferir dicas da procuradora de Justiça, Rosana Beraldi Bevervanço, de como evitar golpes contra idosos e orientações sobre seus direitos! Teremos vídeos inéditos todas as quintas-feiras, a partir das 16h. Esta é uma das ações do PROJETO PARANÁ CONSCIENTE, uma iniciativa da Criai!

SERVIÇO
Disque idoso: 0800 41 0001 (ligação gratuita e sigilosa)
Outros fones úteis:
Disque-denúncia: 181
Ministério Público do Paraná: (41) 3250-4000
Polícia Civil: 197
Polícia Militar: 190
Compartilhar por Whatsapp

Julio Take

Júlio Take, nasceu em Maringá-Paraná em 1967. Teve a primeira experiência profissinal em 1986, no O Jornal de Maringá. após essa primeira experiencia, trabalhou um tempo em Cascavel e Foz do Iguaçu. Após alguns anos militando na imprensa da região oeste do estado do Paraná, foi convidado a integrar a equipe da Agência de Notícias News.

0 comentários :