Deputado Jacovós propõe o indiciamento de 19 pessoas na CPI da JMK


Como relator da CPI da JMK que foi instalada para apurar fraudes na gestão da frota oficial do Estado no Governo anterior, o deputado Jacovós e sua equipe, após analisarem 26 mil laudas de documentos recebidos, propôs o indiciamento de 19 pessoas por crimes e atos de improbidade administrativa, praticados durante a gestão do contrato. 

Jacovós afirmou que ao contrário de muitas CPI’s que terminam em pizza, “muita conversa fiada e ninguém sendo identificado nas fraudes”, esta foi diferente. Segundo o deputado, além de ex-proprietários da empresa e funcionários, ele apontou que o ex-Secretário de Administração do governo anterior, Fernando Ghignone, teve responsabilidade nos atos de improbidade praticados e em crime previsto na Lei Licitações (Lei 8166/93). 
Outro indiciado por improbidade administrativa, foi o ex-diretor geral da SEAP (Secretaria da Administração e da Previdência), Francisco César Farah. 

Jacovós também pediu o indiciamento de três ex-diretores do Deto (Departamento de Gestão do Transporte Oficial), sendo, João Maria dos Santos, Cesar Ribeiro Ferreira e Ernani Augusto Delicato.
Ao final do relatório, Jacovós apontou que o atual sistema de gestão da frota é falho, recomendou que, assim que ocorra o término do contrato, que seja adotado um modelo mais seguro de gerenciamento da frota oficial. 

O relatório será encaminhado para diversos órgãos públicos e para o Ministério Público para análise, e, se acatado, os envolvidos serão denunciados. 

Jacovós disse à imprensa que o trabalho da CPI pode ser um freio a outras empresas e agentes públicos que daqui pra frente, pensem em lesar contratos públicos.

VEJA A RELAÇÃO DOS INDICIADOS:

1. Aldo Marchini Junior.

2. Jairo César Vernalha Guimarães.

3. Alessandro Renaux Marchini.

4. Jorge Barboza Reis de Souza.

5. Marcos Luiz Robert Zanotto.

6. Andreia Peres da Silva.

7. Mady Cristine Leschkau de Lemos Marchini.

8. Andrea Elisa Gauer Marchini.

9. Rebeca de Lemos Marchini.

10. Ana Paula Amatuzzi Samways Guimarães.

11. Ana Luiza Samways Guimarães.

12. Izabela Amatuzzi Samways Zanotto.

13. Valdeci Cicero Bergantin.

14. Guilherme Votroba Borges.

15. Ernani Augusto Delicato.

16. Cesar Ribeiro Ferreira

17. João Maria dos Santos.

18. Francisco César Farah.

19. Fernando Eugênio Ghignone.

Via Assessoria
Compartilhar por Whatsapp

Julio Take

Júlio Take, nasceu em Maringá-Paraná em 1967. Teve a primeira experiência profissinal em 1986, no O Jornal de Maringá. após essa primeira experiencia, trabalhou um tempo em Cascavel e Foz do Iguaçu. Após alguns anos militando na imprensa da região oeste do estado do Paraná, foi convidado a integrar a equipe da Agência de Notícias News.

0 comentários :