Dispositivo de segurança será entregue à 50 mulheres


A segurança de mulheres vítimas de violência será intensificada com dispositivo conhecido como ′botão do pânico′ viabilizado pela Prefeitura de Maringá. Serão entregues 50 dispositivos, por até 12 meses, às mulheres sob medida protetiva. Ao acionar o botão será emitido um alerta aos guardas municipais da Patrulha Maria da Penha que se deslocarão imediatamente ao local de origem do aviso. A previsão é que sejam entregues no começo de dezembro.

O dispositivo, com 4,5 cm de altura e largura, após acionado, além de emitir a localização da vítima, realiza gravação de áudio. As mulheres que receberão o botão serão selecionadas pela Secretaria de Políticas Públicas para Mulheres (Semulher) junto a 5ª Vara Criminal de Maringá. Dados da Semulher apresenta que até agosto deste ano foram emitidas 602 medidas protetivas. No ano passado foram registrados 998 pedidos, contra 678 em 2017. 

A diretora da Semulher, Ana Nerry, explica que o aumento dos números de medidas protetivas é importante, porque indica que as mulheres estão encorajadas a denunciar, permitindo ações pontuais de combate a violência. A violência psicológica e física corresponde a mais de 50% dos casos. “O dispositivo contribuirá para a fiscalização do cumprimento de medidas protetivas, sendo mais uma ação de enfrentamento à violência contra a mulher no município, resgatando a segurança dessas vítimas”, diz a diretora.

Saiba mais
Semulher (44) 3293-8359

Compartilhar por Whatsapp

Julio Take

Júlio Take, nasceu em Maringá-Paraná em 1967. Teve a primeira experiência profissinal em 1986, no O Jornal de Maringá. após essa primeira experiencia, trabalhou um tempo em Cascavel e Foz do Iguaçu. Após alguns anos militando na imprensa da região oeste do estado do Paraná, foi convidado a integrar a equipe da Agência de Notícias News.

0 comentários :