Carpas voltam a ter ambiente saudável e seguem como atração


Após uma série de intervenções para prevenir a mortandade de carpas nos lagos do Parque do Japão, os peixes voltaram a ter um ambiente saudável e seguem como uma das principais atrações. Mais de 500 animais habitam as águas da reserva e outros 200 alevinos, resultado da reprodução das matrizes mais puras serão introduzidos.

Em junho, carpas foram encontradas mortas. No total, a mortandade atingiu cerca de 600 animais. Em medida de urgência, os peixes foram transferidos para lagos artificiais e as mais puras unidades, à Estação Experimental de Piscicultura (CODAPAR/UEM) para manutenção das carpas. Componentes tóxicos na água, utilizados como solventes e outros produtos foram apontados como possível causa das mortes.

Antes dos peixes serem reintroduzidos, os lagos do parque foram isolados do leito, esvaziados e receberam uma limpeza em sua camada mais profunda. Para evitar novas contaminações, a administração municipal instalou filtros para receber as águas das nascentes. Outro lago também foi construído para o tratamento de peixes doentes. Neste mês, comprados mais de 1,2 tonelada de ração e 2,5 toneladas de sal para controle da acidez do lago.

O retorno aos lagos dos peixes se dá junto com a preparação do Parque do Japão para o Natal Maringá Encantada. Todo espaço receberá iluminação especial. Em 29 de novembro tem a chegada do Papai Noel e nos outros dias contará com apresentações artísticas como corais e teatro. Outra atração é a praça gastronômica marcando o início da concessão do restaurante.

Para a preservação do parque, servidores recepcionam visitantes e orientam para não alimentar peixes com ração imprópria e zelar pela reserva com o descarte adequado de lixo.

Saiba mais
Parque abre para visitação de terça a domingo, das 8 às 18 horas. Nas festividades de Natal terá horário especial, das 8 à meia-noite, todos os dias da semana.
Compartilhar por Whatsapp

Julio Take

Júlio Take, nasceu em Maringá-Paraná em 1967. Teve a primeira experiência profissinal em 1986, no O Jornal de Maringá. após essa primeira experiencia, trabalhou um tempo em Cascavel e Foz do Iguaçu. Após alguns anos militando na imprensa da região oeste do estado do Paraná, foi convidado a integrar a equipe da Agência de Notícias News.

0 comentários :