Município discute Plano de Mobilidade Urbana


Pensar na cidade e no trânsito de Paranavaí pelos próximos anos. Essa é uma das preocupações da Prefeitura, que já contratou uma empresa especializada para elaborar um Plano de Mobilidade Urbana. O projeto é um grande planejamento que envolve ações no trânsito, medidas para melhorar o fluxo de carros, a implantação de semáforos e a segurança nas faixas de pedestres. 

Nesta terça-feira, dia 1º, responsáveis técnicos pelo projeto fizeram a primeira reunião com a empresa de consultoria Gasini, responsável pela elaboração do plano, que é uma exigência do Governo Federal. A Lei 12.587/2012 determina que toda cidade com mais de 20 mil habitantes deve ter o seu Plano de Mobilidade Urbana definido.

 “Mesmo sendo apenas a primeira reunião, foi muito produtivo poder debater com especialistas algumas coisas que queremos em Paranavaí. Certamente o transporte coletivo será um dos grandes pilares deste plano, além de tratar como prioridade a situação de calçadas, acessibilidade e pedestres. A cidade é feita para as pessoas, elas são nossa prioridade”, disse o prefeito KIQ.

Um dos dados apresentados pela consultoria foi em relação ao número de veículos existentes no município. Segundo o Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), Paranavaí possui hoje 68 mil veículos, número que o coloca como 20ª cidade do Paraná em frota de veículos. Se transformado o número em relação aos habitantes, Paranavaí chega a 5ª colocação no estado (1,29 habitante por veículo). 

“São números preocupantes e que demonstram algumas linhas de trabalho que precisam ser estabelecidas. Se o crescimento do número de veículos continuar nesse ritmo, em 2024 serão 80 mil e em 2029 serão 95 mil. Precisamos criar alternativas para que esse número diminua, facilitando a vida das pessoas em certos aspectos. O plano de mobilidade vai nos ajudar a traçar a linha de planejamento que queremos”, ressaltou KIQ.


Compartilhar por Whatsapp

Julio Take

Júlio Take, nasceu em Maringá-Paraná em 1967. Teve a primeira experiência profissinal em 1986, no O Jornal de Maringá. após essa primeira experiencia, trabalhou um tempo em Cascavel e Foz do Iguaçu. Após alguns anos militando na imprensa da região oeste do estado do Paraná, foi convidado a integrar a equipe da Agência de Notícias News.

0 comentários :