Maringá é exemplo na abertura de MEIs


Maringá é um bom exemplo do crescimento da abertura de Microempreendedores Individuais (MEIs) no Brasil. A Sala do Empreendedor no térreo do Paço Municipal registrou um aumento de 35% no aumento de alvarás esse ano em relação a 2017. Percentual é mais que o dobro do nacional, de 16,7%. Dados divulgados na semana passada pelo Portal do Empreendedor, do governo federal, apontam que o Brasil soma 9 milhões de MEIs. Esse ano foram registradas 1,3 milhão de novas microempresas individuais.

A gerente da Sala do Empreendedor de Maringá, da Secretaria de Inovação e Desenvolvimento Econômico (Seide), Cássia Mendonça, aponta que um dos fatores para o crescimento das MEIs é por ser uma opção para quem perdeu emprego formal. Desaceleração da economia causou alto desemprego no país. "É uma necessidade de melhorar a renda familiar. Houve demissão, ajuste de salário para baixo para se manter no emprego. E MEI pode ser uma opção melhor", justifica.

Entre os motivos dos bons resultados em Maringá ela aponta as divulgações na imprensa e eventos que a Sala do Empreendedor faz. Isso levou mais informações para quem trabalhava informalmente. Que acabaram se formalizando para trabalhar na legalidade.
Mendonça aponta também que alguns segmentos fazem acordos com funcionários para que eles se tornem MEI e trabalhem como prestador de serviço. Como é o caso do designer gráfico Jair Roberto Rodrigues Junior, 20 anos. Ele conseguiu emprego numa empresa de informática, mas só entraria se fosse MEI. Deu entrada nos procedimentos pela internet e hoje, 11, foi pessoalmente levar os documentos na Sala do Empreendedor.

O MEI foi criado há dez anos pelo governo federal. O objetivo era formalizar quem trabalhava como autônomo em pequenos negócios sem nenhum tipo de registro. Entre as atividades mais comuns estão cabeleireiro, eletricista, costureira, vendedor, mecânico, motorista, entregador, entre outros.
Com a documentação o empresário pode emitir nota fiscal, participar de linha de crédito, ter benefícios da Previdência Social, entre outras. Se enquadra em MEI a empresa que fatura até R$ 81 mil anualmente e tem até um funcionário. A taxa mensal de MEI é de R$ 49,90 e precisa assistir uma palestra para ter o alvará. A Sala do Empreendedor ainda ajuda as MEIs maringaenses com um catalogo com lista das empresa contendo foto, atividade e contato. Isso serve como dica para quem precisa de algum serviço a ser feito na cidade.

MEIs EM MARINGÁ
• 2017 - 17.807
• 2018 - 19.896
• 2019 - 24.110
Sala do Empreendedor - (44) 3221-1295
Compartilhar por Whatsapp

Julio Take

Júlio Take, nasceu em Maringá-Paraná em 1967. Teve a primeira experiência profissinal em 1986, no O Jornal de Maringá. após essa primeira experiencia, trabalhou um tempo em Cascavel e Foz do Iguaçu. Após alguns anos militando na imprensa da região oeste do estado do Paraná, foi convidado a integrar a equipe da Agência de Notícias News.

0 comentários :