Deputados estaduais de Maringá, votaram contra a licença prêmio, prejudicando os trabalhadores do estado


Na região de Maringá, os deputados Doutor Batista (PMN), Homero Marchese(PROS), Soldado Adriano José(PV) e Maria Victória(PP), votaram pela extinção da licença prêmio no Paraná, prejudicando todos os servidores.

O que pouca gente sabe, ou não procura se informar, é a origem da licença prêmio dos servidores públicos do Paraná, que foram extintas ontem, (15) no dia em que se comemorava o dia do professor em todo o país, sendo feriado para os educadores.

Segundo o Fórum Entidade Sindical, entre as justificativas para a existência do benefício está a inexistência de outros direitos, como: o Fundo de Garantia por Tempo de Serviço, em que os funcionários públicos não têm o direito no caso da demissão do recebimento de 40% da multa rescisória.

O governador do estado, em conluio com os deputados estaduais, desferiram um golpe contra a classe, extinguindo os direitos de todos os servidores.

Agindo na surdina, o governador Carlos Massa Ratinho Junior (PSD), mal-intencionado como a maioria de deputados estaduais, que compõem a base governista e que não tem o compromisso com os seus eleitores, votaram pelo fim da licença prêmio, prejudicando todos os servidores públicos do Paraná.
Compartilhar por Whatsapp

Julio Take

Júlio Take, nasceu em Maringá-Paraná em 1967. Teve a primeira experiência profissinal em 1986, no O Jornal de Maringá. após essa primeira experiencia, trabalhou um tempo em Cascavel e Foz do Iguaçu. Após alguns anos militando na imprensa da região oeste do estado do Paraná, foi convidado a integrar a equipe da Agência de Notícias News.

1 comentários :

Tony disse...

Nunca tive licenca premio. Poruqe servidor publico tem que ter?