Rap do contra golpe


O golpe é um envelope vazio

São oportunistas desesperados
Tal qual vampiros no cio.
Golpistas inconsequentes
Indecentes, negligentes
Imorais com seus discursos banais
Arrogantes, petulantes
Sempre querendo muito mais.
O golpista é um individuo imundo
Que acha que é dono do mundo
Não passa de um vagabundo
Um imoral, um morimbundo.
Golpistas de plantão que enojam o povo brasileiro
Na mão grande querem assaltar o poder
Utilizando-se de um expediente mesquinho e rasteiro.
O golpe não vingará e nem passará
Ainda que sejamos vencidos no voto
Um novo dia virá e a esperança renascerá
Compartilhar por Whatsapp

Julio Take

Júlio Take, nasceu em Maringá-Paraná em 1967. Teve a primeira experiência profissinal em 1986, no O Jornal de Maringá. após essa primeira experiencia, trabalhou um tempo em Cascavel e Foz do Iguaçu. Após alguns anos militando na imprensa da região oeste do estado do Paraná, foi convidado a integrar a equipe da Agência de Notícias News.

0 comentários :