Debatedores temem privatização da Conab

A decisão da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) de fechar 27 das 92 unidades de sua rede de armazéns nas cinco regiões do Brasil preocupou debatedores em audiência pública na Câmara. A comissão de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural realizou audiência pública na terça-feira (10) sobre o assunto.
Cleia Viana/Câmara dos Deputados
Audiência pública da Comissão de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural 
A decisão faz parte de um plano de modernização da Conab iniciado em 2016 e encerrado em 2018. Segundo os críticos, o que se pretende é privatizar os serviços de armazenagem sob a desculpa de que a iniciativa privada pode desempenhar essa função melhor do que o poder público.
O secretário de Política de Agricultura da Confederação Nacional dos Trabalhadores na Agricultura (Contag), Antonino Rovaris, critica a medida tomada pela Conab.
"O que nós estamos preocupados, na verdade, é de que isso pode ser o início da total privatização da Conab, que é o que a gente está ouvindo nos bastidores do governo, e de tudo o que é, digamos, não rentável, está apto a ser privatizado."
Modernização
O superintendente de armazenamento da Conab, Stelito Assis, negou que a intenção do governo seja privatizar completamente a empresa. Ele lembrou que o que ocorreu foi um processo de reinvenção e restruturação da Conab para adequar a empresa aos momentos de dificuldade orçamentária pelos quais passa o País.
"Pelo contrário, nós, na Conab, percebemos um esforço muito forte do Ministério da Agricultura de manter a empresa e modernizá-la. E essa modernização, claramente, vai fazer com que os programas de segurança de preço continuem sendo utilizados de forma melhor ainda do que é feito hoje."
A desmobilização dos armazéns ocorre em sua maioria na região Centro-Oeste. Segundo a Conab, a região Nordeste foi preservada.
Compartilhar por Whatsapp

Julio Take

Júlio Take, nasceu em Maringá-Paraná em 1967. Teve a primeira experiência profissinal em 1986, no O Jornal de Maringá. após essa primeira experiencia, trabalhou um tempo em Cascavel e Foz do Iguaçu. Após alguns anos militando na imprensa da região oeste do estado do Paraná, foi convidado a integrar a equipe da Agência de Notícias News.

0 comentários :