Comitê de Prevenção e Posvenção do Suicídio coordena ações do Setembro Amarelo


Valorização da vida é o objetivo do Comitê de Prevenção e Posvenção do Suicídio, formado pela Secretaria de Saúde em parceria com outras instituições, na qual intensifica suas ações durante o Setembro Amarelo, mês dedicado às atividades de prevenção e posvenção (acompanhamento das pessoas próximas a quem se suicidou) (programação em anexo). Em 2018, Maringá registrou 33 mortes e no 1º semestre deste ano foram 11 casos, segundo dados da Vigilância Epidemiológica.

De acordo com dados da Organização Mundial de Saúde (OMS), a cada 40 segundos ocorre um suicídio e a cada 3 segundos, há, ao menos, uma tentativa, sendo em média, 800 mil mortes ao ano no mundo. Em 2017, o Ministério da Saúde apontou o suicídio como a quarta maior causa de mortes no Brasil, entre jovens de 15 a 29 anos. Além disso, uma morte por suicídio causa impacto em, ao menos, outras seis pessoas.

“O combate ao suicídio não se restringe ao mês de setembro, entretanto, é importante um mês dedicado a causa, muitas vezes banalizada, pois possibilita chamar a atenção da sociedade, em especial no Dia Mundial de Prevenção do Suicídio (10/09)”, diz a gerente de Saúde Mental da Secretaria de Saúde, Heloísa Cella, que também é membro do comitê, criado em novembro de 2015, com o objetivo de gerenciar e direcionar as ações de prevenção e posvenção do suicídio em Maringá.

Saiba mais
Secretaria de Saúde: (44) 3031-3157
Centro de Valorização da Vida: 188
Compartilhar por Whatsapp

Julio Take

Júlio Take, nasceu em Maringá-Paraná em 1967. Teve a primeira experiência profissinal em 1986, no O Jornal de Maringá. após essa primeira experiencia, trabalhou um tempo em Cascavel e Foz do Iguaçu. Após alguns anos militando na imprensa da região oeste do estado do Paraná, foi convidado a integrar a equipe da Agência de Notícias News.

0 comentários :